O Prémio pretende reconhecer reportagens publicadas na imprensa, rádio, televisão ou meios digitais sobre a saúde, economia, cultura ou estilo de vida dos portugueses, com referência à intervenção das farmácias portuguesas, entre 1 de Janeiro de 2017 e 15 de Junho de 2018, data limite para a entrega de candidaturas.

1. Qual o âmbito dos trabalhos ou projectos a apresentar?


Pretende-se premiar reportagens originais sobre saúde, economia, cultura ou estilo de vida dos portugueses, com referência à intervenção das farmácias portuugesas.


2. A quem se destina?


A categoria 'Comunicação Social' destina-se a jornalistas com carteira profissional válida.


3. Como é possível submeter uma candidatura?


Os processos de candidatura deverão ser submetidos à ANF através do endereço electrónico (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.) ou pela entrega na sede da ANF, na Rua Marechal Saldanha, n.º 1, em Lisboa


4. Quando decorrem as candidaturas?

Timeline

5. Como serão avaliadas as candidaturas?


A apreciação e avaliação das candidaturas é realizada por um Júri que fará uma avaliação das candidaturas considerando os seguintes critérios:

  1. Pertinência da reportagem;

  2. Qualidade narrativa;

  3. Tratamento contextualizado e com domínio técnico do tema;

6. Como deverá de constituído o processo de candidatura?


Os processos de candidatura deverão ser submetidos à ANF através do endereço electrónico (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.) ou entregues na sede da ANF, na Rua Marechal Saldanha, n.º 1, em Lisboa, entre 1 de Março e 15 de Junho de 2018.


O processo de candidatura deverá ser estruturado nos seguintes termos:

  1. Em português, máximo de 2 páginas, com fonte de tamanho 12 e espaçamento simples entre as linhas;

  2. Identificação dos autores da reportagem, do órgão de comunicação social onde foi publicado/emitido e respectiva data original de publicação/emissão;

  3. Identificação do prémio e categoria a que se candidata: Comunicação Social;

  4. Resumo da reportagem e das razões da candidatura, considerando a intervenção profissional da farmácia;

  5. Envio de cópia da carteira profissional dos autores da reportagem;

  6. Nas candidaturas feitas pessoalmente na sede da ANF, o envio de doze cópias da reportagem em papel / CD / DVD / USB (nota: as cópias enviadas não serão devolvidas);

  7. Consentimento para a publicação do resumo do projecto e/ou de trabalhos publicados.


7. Qual o valor pecuniário do Prémio?


O “Prémio João Cordeiro – Inovação em Farmácia” prevê a atribuição de um valor pecuniário para os vencedores  da categoria 'Comunicação Social' no valor de € 7.500 (sete mil e quinhentos euros).